Saudade do que nunca vivi

Sem comentários

Não, este texto não foi pensado enquanto desfrutava da fabulosa SuperBock (not sponsored, mas fica a dica 😉 ) que me acompanha na fotografia.

Sou o único a sentir falta de merdas que aconteceram antes da minha existência? Felizmente, ainda conheci o Mundo antes das redes sociais, pouco tempo é verdade, mas conheci. Serei, também o único a achar o mesmo? Foda-se, vamos lá puxar um pouco pela massa cinzenta (não estou a falar do cimento), recuemos aí uns 13 aninhos atrás, era eu uma criança mais nova do que sou agora, mas lembro-me perfeitamente de ver “os Grandes” sentados numa esplanada e poucos, ou mesmo nenhuns estavam a mexer na porcaria dos telemóveis, ao contrário da malta de hoje em dia (contra mim falo), sejam novos ou velhos! Vão-me desculpar, mas mete nojo.

Agora, vamos recuar um pouco mais… anos 70/80/90. Veremos então, malta da minha idade, digo isto para os “vintões” ou “pré-vintões”, porque tanto ou pouco mais do que eu se devem lembrar dos 90. Só um aparte… os meus argumentos, serão baseados em estórias contadas por familiares, indivíduos ou conversas que me foram partilhadas através de amigos. Voltando ao “tacho”, já pararam para pensar no estilo e qualidade de vida que se fez sentir nessa época? Nos 70, acabou a famosa ditadura Salazarista, o que veio revolucionar tudo e todos. Foram também, nestas 3 décadas que a mulheres começaram a “tê-los” para se impor, enquanto membros da sociedade. A vida era melhor, não se falava em FMI’s e essas merdas. A música era melhor, não passavam as noites a ouvir Reggaeton’s, isso a que chamam de música, ouviam Phill Collins, R.E.M, Chris Isaak, Haddaway, Anastacia etc…, os carros eram melhores, qualquer amante de carros adora os velhinhos dos anos 80. Agora uma das minhas cenas preferidas, as câmeras de rolo! Faremos uma comparação, será mais satisfatório ter 1 foto em papel ou ter 10/20 praticamente iguais em formato digital? Pois criancinhas do mal…

Provavelmente, quem viveu lá, vai dizer que eram uma porcaria, mas para mim que só me lembro na maioria do mundo tecnológico trocaria sem pensar 2 vezes, por isso e como forma de despedida desta critica social deixarei aqui uma Mixtape de música dos respetivos anos, para entrarem na vibe nostalgica que estou a viver e também uma pequena galeria de fotos dos ditos anos.

Peço, assim que, o pessoal de 40 para cima dê uma opinião sobre o assunto e caso gostem que partilhem!

Nota: A línguagem utlizada não foi de todo pensada pelo escritor. Poderá ter alguns erros ortográficos, mas a questão será… Se certos escritores eram vistos como artistas escrevendo mal e porcamente (refiro-me a erros ortográficos e gramaticais) porque não será visto António Taveira da mesma forma?

30572335_2074107005963010_5390451112035745792_n              30629122_2074107069296337_8914625413678891008_n

30594309_2074106925963018_5771666838656122880_n       30652242_2074106949296349_6170834424767184896_n

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s